sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Dos ciclos que não se fecham ...

É minha gente, quando lá no dia 31/12/2009 eu pedi um ano diferente ... era para SER DIFERENTEE! E agora eu acordei para a vida e o encanto quebrou ... HELLOOO!! O ano mudou mas os problemas, as zicas, todas inhas nãoooooooooooooo!!!!!
Eu já comentei sobre isso no blog anterior, mas realmente eu NÃO SUPORTO mais meu trabalho. Minha profissão, bibliotecária, eu AMO! Agora aguentar gente fdp e sem escrupulos todos os dias cansa! No meu setor eramos eu, chefia, uma estagiária e um boy que preparava as copias para que enviássemos aos associados no Brasil todo. Trabalho numa biblioteca especializada na área médica e temos mais de 6.000 associados Brasil à fora. Eu sou do tipo de profissional que faço a minha parte e não fico nos corredores gritando a mil ventos que estou atolada de trabalho, que não dou conta, etc. Ta certo que sou um pouco pacífica demais, digo muitos AMÉNS. Porém, com a chefia que eu tenho, que SE ACHA e acha que entende o trabalho de todos, vira besteira gastar meu latim para falar qualquer coisa. Dai que eu to louca prestando concurso público. Meu curriculum ta especializado demais na área médica e é super raro aparecer alguma biblioteca médica privada precisando de bibliotecário. Só que essa semana minha chefeta passou dos limites. Por terceiros eu soube que alem do meu setor TODO nas costas eu terei que auxiliar, fazer o trabalho na verdade, a outra bibliotecária que é do setor de publicações. Terei a ajudá-la a normalizar mais uma revista que inventaram de publicar. Gentemmm eu não tenho e nunca terei meido de trabalho, de quantidade de trabalho ... o que ta me deixando PUTA DA VIDA é o fato de minha chefeta não me chamar para falar sobre, tomar decisões sem ao menos conversar comigo e isso tudo porque ela acha que eu não faço porra nenhuma exatamente pelo fato de eu não explanar a ninguem o sufoco que passo no dia a dia. Dai eu decidi que a partir de ontem eu estou procurando emprego, vou fazer uns cursos na área em arquitetura da informação, que é um mercado ainda com poucos profissionais e onde bibliotecários sempre se dão bem. To tentando de todas as formas mudar minha realidade, porque eu estou muitooo desmotivada e a pior coisa do mundo é você levantar pela manhã e ter que aguentar isso tudo aqui. Eu só não jogo tudo para o alto porque eu que me banco, eu só posso contar comigo mesma. Não tenho muito o que fazer neste momento. É apenas esperar e esperar que um dia PAPAI DO CÉU olhe para mim e me tire do "castigo".
Talvez eu ainda escreva mais alguma coisa hoje. Sinto a necessidade de falar, de me expressar. To super-mega baixo astral e escrever tem sido a forma que encontrei para esquecer um pouco que as coisas nunca acontecem como queremos!
Bjsss

4 comentários:

Ana disse...

Obrigada pela visita no blog...
Olha, li todos os seus posts e, posso te dizer q nem sempre a vida é um livro coerente de se ler. Nem sempre as situações e conflitos tem começo, meio e fim definidos. Às vezes, fica essa sensação de filme do Tarantino mesmo. Parece um sofrimento sem fim e que, a cada dia periga piorar.
Infelizmente a saída pra isso tudo é super clichê e abstrata.
Mas, no desespero, te custa tentar?
Aí vai sua lição de casa!!!
1 - amanhã vc vai acordar...abrir teus olhos e pensar: Nossa, hj vai ser um dia maravilhoso! Nada de ruim vai acontecer e vou ter uma surpresinha legal, por menor que seja (sabe aquela excitação de manhã de dia de aniversário? Reproduza - a). ESCOLHA ter um bom ida pq coisas boas atraem coisas melhores. Tudo tem dois lados e trate de encarar o seu dia de amanhã pelo lado bom!
2 - O dia de hoje, o de ontem e tb o de amanhã, são apenas páginas de um capítulo, de um livro de uma série inteirinha de livros. Ou seja...só faz sentido quando vc consegue lembrar o antes e principalmente quando tem a paciência pra ler até o depois.
Hoje seu EMPREGO tá ruim...aí te pergunto: se estivesse bom vc iria ter coragem de prestar concursos? Iria ter estímulo pra estudar???? Pra crescer ao invés de ficar sempre no mesmo lugar, na mesma biblioteca???
A adversidade nos empurra...a direção depende de nós mesmas! Não se lamente tanto e, tente encarar essas dificuldades como combustível pra que vc saia de onde está, em busca de algo melhor!
3 - se ainda sobrar um tempinho...reze! Converse com o Universo, com Deus ou com qualquer força que vc julgue mais sábia e poderosa que vc. Agradeça a proteção e peça pra ENTENDER o q isso td quer dizer...
Força, pq a guerra é só pra quem pode e, se vc foi jogada nela, gata, tenha certeza de q é pq vc merece sair vencedora!
beijos

Débora disse...

É colega, não é fácil não. Acho q é mesmo, uma das piores coisas, acordar pra trabalhar sem tem o menor prazer de fazê-lo.
Como vc, muitas precisam do trabalho para "sobrevivier" e por isso acabam empurrando a situação!
Mas olha só. Faça uma coisa de cada vez. Prepare seu currículo, faça os cursos de q vc falou e vá entregando. Mais dia, menos dia uma coisa melhor aparece! Tem q acreditar e ter paciência!
Bjs

Mari disse...

Oi Amiga, dei uma sumida esses dias por conta do trabalho, mas to de volta.

Eu sei oq ue vc tá passando, passei por coisa parecida ano passado, acordava e não tinha a minima vontade de ir trabalhar. Mas nada como um dia após o outro, faça os cursos e vá entregando curriculo, logo logo aparece coisa melhor, pode ter certeza.

Tem uma vaga aqui como corretora de seguros, o serviço é fácil e o salário não é ruim não. Quer??? risos.

Beijos

Mi Oliveira disse...

Oiii, obrigada por visitar meu humilde bloguezinho. =)
Estou amando seu blog, vou ler sempre.
Querida, te entendo perfeitamente, tb comecei o ano com a esperança de que tudo seria diferente, só que os problemas tb continuaram lá (até postei no blog, estava mega revoltada). Enfim, depois dos surtos, parei, pensei e percebi que o ano poderia sim ser diferente, mas cabia somente a mim deixar que as coisas mudassem. Deus tem muitas bençãos p/ nós, mas precisamos deixar que elas entrem em nossas vidas. Como? Pode parecer clichê, mas o que tem me ajudado muuuito (muitas coisas mudaram em um mês e pouco) é o pensamento positivo. Tentar ver o futuro mais colorido e assim dissipar a ansiedade, a angustia.. Não é fácil, mas ajuda bastante.
O pensamento positivo nada mais é do que a fé... Fé na vida, nas pessoas, nas situações... E pode crer que a mudança vem.
Querida, fique com Deus e se precisar, gritaa.
Ah, parabéns pelo blog!!

Bjos
Michele